O Poder do Descanso

Eu acredito que uma das coisas que nos faz avançar e romper mais é o descanso, é saber descansar em Deus.

O descanso desata um poder que nos faz avançar e romper mais em Deus. Dia após dia, aprendemos mais sobre descanso. E eu gostaria de compartilhar hoje algumas coisas sobre descanso.

O Princípio do Descanso sob a Nova Aliança

No Antigo Testamento, é falado sobre o princípio do Shabat (Sábado), onde os homens receberam a instrução de descansar pelo menos um dia na semana, se abstendo do trabalho. É especificado o que se pode e o que não se pode fazer. Mas precisamos entender que, com Jesus em sua primeira vinda, trouxe uma mudança de épocas. A cruz dividiu a história e inaugurou uma Nova Aliança, um Novo Testamento. E, sob a Nova Aliança, precisamos de sabedoria e revelação para entender o que do Antigo Testamento foi encerrado na cruz, o que foi mudado na cruz e o que passou direto pela cruz sem ser mudado. O princípio do Shabat é algo que foi mudado na cruz.

No Antigo Testamento, Deus determinou que no sétimo dia de cada semana, o homem deveria descansar de todo trabalho. Até mesmo à terra deveria ser dado descanso a cada sete anos (descanso do plantio). E a cada 49 anos, o ano seguinte seria conhecido como o Ano do Jubileu, ou seja, em ciclos de sete em sete anos, sempre o ano 50º deveria ser o Ano do Jubileu. Nesse ano, a terra descansaria novamente, ao mesmo tempo em que as dívidas seriam perdoadas, escravos seriam libertos e outras coisas eram feitas para aumentar o bem-estar do povo de Deus. Agora, você deve imaginar que se não poderia plantar no ano 49º, que era parte do ciclo de sete anos, e nem no ano seguinte por ser o Ano do Jubileu, o povo deveria confiar totalmente em Deus para a provisão, já que eles passariam, pelo menos, quase três anos sem poder cultivar e fazer a colheita (o ano anterior ao Jubileu, o ano do Jubileu e mais o ano seguinte em que deveriam plantar e esperar o tempo da colheita chegar). E o Shabat semanal era essencial para a saúde mental, emocional, física e espiritual das pessoas, mas também uma prévia de como a vida do crente em Jesus deveria ser.

Quando Jesus, no início do ministério dele, anunciou que "O Espírito do Senhor está sobre mim... para declarar o ano aceitável do Senhor" (Lucas 4:18, 19), isso se referia ao Ano do Jubileu. E se você prestar atenção, a obra que Jesus realizou em sua primeira vinda tem muita a ver com o que acontecia no ano do Jubileu! Jesus estava querendo dizer que, para toda aquele que pertencesse a ele, o ano do Jubileu seria uma experiência continua. A liberdade que o Jubileu traz deveria ser uma marca distinguível na vida de todos aqueles que se encontraram com Jesus.

Não somente isso, mas Jesus declara que ele é o Senhor do Sábado (Mateus 12). E se ele, que é Senhor do Sábado, está em nós e nós estamos nele, e todos os dias ele está conosco, então, todos os dias é Shabat para nós. Em outras palavras, todo dia é Shabat e todo ano é ano do Jubileu para aqueles que estão em Cristo. Todo dia é dia de descanso!

Deus sempre abençoa o seu descanso

No sétimo dia Deus já havia concluído a obra que realizara, e nesse dia descansou. Abençoou Deus o sétimo dia e o santificou, porque nele descansou de toda a obra que realizara na criação” (Gênesis 2:2, 3)

Desde que eu aprendi sobre descanso, não teve uma vez sequer que eu não tenha visto Deus abençoar o descanso. Eu estou ainda aprendendo a descansar cada vez mais em Deus, é claro. Não é uma prática assim tão fácil, que se adquire da noite para o dia. É um exercício diário. Mas sempre que descanso, vejo Deus abençoando o descanso.

Descanso e presença de Deus são duas coisas intimamente relacionadas

 “Disse pois: Irá a minha presença contigo para te fazer descansar” (Êxodo 33:14)

Descanso é uma expressão tangível (tocável, palpável) da presença de Deus. Ele prometeu a Moisés “minha presença irá com você e eu lhe darei descanso”. É claro que todos nós temos a presença de Deus em nós. Mas existem dimensões da presença de Deus.

Deus é onipresente. A presença Dele está em todo lugar. Esta é uma dimensão da presença Dele. Quando recebemos Jesus, Ele está conosco (Deus conosco - Emanuel). Ele diz que sempre estaria conosco. Ele nunca nos deixará, nunca nos abandonará. Essa é outra dimensão da presença de Deus em nós. Ele disse também que onde dois ou três estiverem reunidos, ali ele se faz presente. É um outro nível de presença. Em Atos, no Pentecostes, o nível de presença foi tão grande que eles ficaram intoxicados. Eles estavam agindo como bêbados, estavam agindo fora de sua natureza e de sua personalidade. Existem níveis da presença de Deus. E Deus promete a Moisés “minha presença irá com você e eu lhe darei descanso”.

O fato é que presença e descanso estão intimamente conectados um com o outro e se você pratica o descanso, você toca mais na presença de Deus. Quanto mais presença, mais descanso. Quanto mais descanso, mais presença. E, quanto mais presença, mais você tem aquilo que você precisa e suas necessidades atendidas.

Descanso nos leva a ouvir mais a Deus, sentí-Lo mais e nos aprofundarmos em nosso relacionamento com Ele

Se você pratica o descanso, você ouve mais a voz Dele. Se você pratica o descanso, você sente o respirar Dele. Você sente a mão Dele, o toque Dele. Ele se torna bem mais tangível, mais palpável. Relacionamentos precisam ser mais tangíveis, mais palpáveis, mais perto. Não quero dizer que necessariamente tem que se algo físico, o que quero dizer é que é preciso se conectar mais, estreitar mais o relacionamento, andar mais junto. Isso faz toda a diferença! Jesus disse que se permanecemos Nele e Ele em nós, temos vida, damos frutos e podemos pedir o que quisermos que nos será concedido. E andar junto, intimamente com Ele, nos faz permanecer Nele.

Se você pratica o descanso, você irá sentir a presença de Deus mais forte em sua vida, irá estar bem mais perto Dele e permanecerá Nele.

Sentado... para descansar

Deus nos ressuscitou com Cristo e com ele nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus” (Efésios 2:6)

Estar sentado junto com Ele... o sentido de ESTAR SENTADO junto nos dá a IDEIA DE DESCANSO.

Quando você se senta, você relaxa. Você está em uma atitude de descanso. “Eu quero sentar um pouco só pra dar uma relaxada...”. Não é isso que acontece?

Quando você se senta para relaxar, você lança fora a carga que está te deixando cansado, sua mente muda, e você sente uma paz vindo até você. A atitude de sentar no físico é para descansar. Isso é verdade no físico, também é verdade no espiritual.

O diabo quer fazer de tudo para nos ocultar essa nossa posição de assentados em lugares celestiais com Cristo. Nessa posição, ele sabe que vemos as coisas a partir da perspectiva de Deus, e isso é fatal para o inimigo.

Ver as coisas sob a perspectiva de Deus é um dos pontos básicos para se trazer a realidade do Reino de Deus sobre a terra. E o diabo quer nos ocultar isso.

Existe um trabalhar do inimigo para nos tirar da posição de descanso que temos assentados junto com Cristo. E ele espera que saiamos dessa posição, pois não estando na posição de descanso somos capazes de fazer coisas que poderão contribuir para os planos das trevas. Uma dessas coisas é com relação as nossas palavras.

Nossas palavras têm grande poder:

  1. Se tiverdes fé, direis a esse monte... a palavra dita em fé tem poder para mover as montanhas!
  2. Fomos criados à imagem e semelhança de Deus. A palavra de Deus tem poder criativo. A do homem também.
  3. O poder da vida e da morte encontra-se na língua – Tiago fala isso.
  4. Palavras criam atmosferas e o mundo ao meu redor. Criamos (e também destruímos) “mundos” através de nossas palavras.
  5. Palavras movem as coisas no mundo espiritual. Deus sabe disso. E o diabo também

Geralmente falamos muita coisa errada quando não partimos de uma posição de descanso. Ao invés de abençoar, muitas vezes amaldiçoamos e geramos uma realidade que não é a mesma que deveria ser gerada a partir da perspectiva de Deus, quando estamos assentados em lugares celestiais.

Depois não entendemos o porquê de certas coisas ruins acontecerem em nossas vidas. Às vezes, a resposta para o que está errado em nossas vidas se encontra na nossa falta de descanso e o que é provocado por nós por conta dessa falta.

Se partimos de um ponto de descanso, vamos estar assentados em lugares celestiais, vendo sob a mesma visão de Jesus. Vamos estar mais cientes da presença de Deus. Nossas palavras serão cheias de vida. Senão, serão cheias de morte e impregnadas pelas trevas.

Descanso vem para substituir tudo o que é negativo e que está tentando se infiltrar em sua vida

Precisamos deixar que o descanso substitua tudo o que é negativo. Quando fazemos isso, estamos exercendo parceria com Deus.

Bill Johnson diz "Eu não posso me dar o direito de ter um pensamento em minha mente que não esteja na mente de Deus". Quando descansamos, permitimos que os pensamentos de Deus fluam para a nossa mente e a nossa mente se torna cada vez mais a mente de Cristo.

Quando se está com medo, cheio de ansiedade ou preocupado, é preciso deixar o descanso substituir tais coisas, deixar substituir tudo o que é negativo, para que não nos encontremos em uma posição em que nossa mente começa a guerrear contra as coisas de Deus.

Descanso é uma arma. É uma espada que você usa contra ansiedade, falta de paz, falta de descanso, preocupação e medo. Você pode cortar fora tudo aquilo que está afetando sua vida de forma errada, usando o descanso como espada!

Preocupação, ansiedade e medo não conseguem ir embora sozinhos. Tais coisas precisam de "ajuda" para irem embora. Você precisa lançar fora e empurrá-las para longe de você. E através do descanso, damos essa "ajuda". Quando se descansa, é como se o descanso vai em busca do negativo para lançar fora. Porque descanso e coisas negativas não convivem juntos no mesmo espaço.

Descanso é um presente, mas você tem que exercer parceria com esse presente para que funcione e dê bons resultados. Você tem que aprender a dizer não ao negativo em sua vida e o descanso te ajuda a fazer isso.

Descanso e ansiedade

Por isso vos digo: Não andeis ansiosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?” (Mateus 6:25)

Descansar em Deus significa que eu confio Nele a tal ponto de saber que todas minhas necessidades serão atendidas e que nada passa despercebido pelo olhar Dele.

Não podemos confiar no Senhor e andar ansiosos. Descanso e ansiedade são incompatíveis, não podem existir no mesmo espaço, no mesmo tempo. Um dos dois tem que ir e você precisa escolher qual vai e qual fica.

Existe o ditado que diz que Deus não age na ansiedade. Se você está ansioso, não está descansando. Se não descansa, não fica mais sensível à presença de Deus e, com certeza, não conseguirá ouvir bem a voz de Deus. Você perde a direção. E também não percebe o agir de Deus. 

Descanso ou ansiedade determina como você vai pensar, determina como você vai ver as coisas e determina como você vai se conectar.

Descansar não é ficar acomodado. Não é só esperar que as coisas aconteçam do nada. É preciso ter ação. Mas essa ação tem que partir de um ponto de descanso, não de ansiedade, preocupação ou medo.

Descansar em Deus significa perder o controle para Ele

Nós temos muitas vezes uma necessidade de querer controlar tudo e todos. Isso gera em nós uma certa segurança. Só que é uma falsa segurança, porque quando perdemos o controle da situação ou de alguém, ficamos desesperados.

Só quando entregamos tudo nas mãos de Deus para Ele controlar e que temos verdadeira segurança. Essa verdadeira segurança nunca se abala.

Quando decidimos descansar, Deus lida com nossas inseguranças. Insegurança e a segurança errada sendo exposta. Quando Deus revela nossa insegurança, Ele está apenas nos mostrando que estamos firmado no lugar errado e que precisamos ir para o lugar certo. E, para isso, precisamos perder o controle para Ele.

Aquietai-vos...

“Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus” (Salmo 46:10)

Precisamos descansar e nos aquietar. Na correria, na agonia do dia a dia, se não nos aquietamos em algum momento, começamos a perder o rumo e a direção. Perdemos o foco de Deus e ficamos cegos para a natureza de quem Ele é. Tudo aquilo que vemos em Jesus e em Deus, é liberado para nós. Se vemos Ele como aquele que cura, a cura é liberada a nós e através de nós. Se vemos Ele como nosso provedor, a provisão é liberada a nós e através de nós. Conhecimento de Deus é chave para uma vida plena no Reino.

Antes de saber que Ele é Deus, segundo o salmo 46, é preciso primeiro se aquietar, descansar. Saber que Ele é Deus tem a ver com conhecimento de Deus. Sendo assim, para conhecermos mais a Deus, antes precisamos nos aquietar.

A palavra hebraica para conhecimento é yadah e tem a ver com conhecer pela experiência. É também é o verbo utilizado quando o esposo conhece sua esposa. “E Adão conheceu (yadah) sua esposa Eva...” “E Caim conheceu (yadah) sua esposa...” e por aí vai.

Yadah é conhecer intimamente. Tem a ver com a relação da esposa e do esposo, de Cristo com a igreja, de ser uma só carne. E quanto mais conhecemos a Deus, mais temos liberações em nossas vidas. Aquilo que vemos em Deus, isso é liberado em nossas vidas.

O que você precisa que seja liberado em sua vida? Saiba que isso será liberado a você a medida que você conhecer mais a Deus e saber que Ele é Deus! E o conhecemos mais quanto nos aquietamos.

Descanso é um assunto importante no Reino de Deus. E se quisermos ver as coisas rompendo para nós, as promessas se cumprindo, as circunstâncias mudando e se quisermos uma vida mais plena e abundante, precisamos aprender a descansar mais Nele e a confiar e exercer mais o poder do descanso!

Sem comentários ainda.

Deixe um comentário