Valores Fundamentais

Nossos 3 Pilares

Visão de Deus

A maneira como vemos Deus determina a maneira como iremos representá-lo. Por isso, focamos constantemente no desenvolvimento de uma visão mais saudável, fresca e nova de Deus e de Sua natureza de maneira que venha condizer com a verdade de que Ele sempre é bom e de que Ele é um Pai que ama e aceita incondicionalmente.

Visão de Si Mesmo

Consideramos de suma importância descobrir mais sobre si mesmo e sobre sua verdadeira identidade celestial para que você possa aprender a viver na convicção de quem você é em Cristo, desfrutando de tudo aquilo que essa posição lhe traz. A maneira como você se relaciona consigo mesmo determina a maneira como você se relaciona com o outro.

Visão de Mundo

Precisamos saber interagir com o mundo de maneira apropriada e olhar para as pessoas que nele estão por uma perspectiva correta e através de 'lentes não-danificadas', para que assim possamos trazer transformação ao mundo por meio de nosso chamado, dons, paixão e esfera de influência.

Valores Fundamentais

Procuramos dar ênfase a estes valores na Comunidade do Reino. Eles são bem compreendidos dentro do contexto da nossa Declaração de Fé. Valores inerentes e comuns à fé cristã como o amor, a salvação, a pureza, a obediência e a fé são tido como já aceitos e assumidos e, portanto, não são tratados em pormenor aqui nesta lista de valores.

Apesar de honrar e apreciar os valores fundamentais de outros no Corpo de Cristo, estes valores expressos aqui são a ênfase que Deus tem dado à nós do Ministério Comunidade do Reino para fazer avançar o Reino de Deus.

DEUS É BOMSALVAÇÃO CRIA IDENTIDADERESPONSIVOS À GRAÇAFOCADOS NA PRESENÇACRIANDO FAMÍLIAS SAUDÁVEISA PALAVRA DE DEUS TRANSFORMADEUS CONTINUA FALANDOMINISTÉRIO SOBRENATURALO REINO DE DEUS ESTÁ AVANÇANDOLIVRE E RESPONSÁVELHONRA AFIRMA VALORESPERANÇA EM UMA IGREJA GLORIOSA

DEUS É BOM

Jesus revela o amor e as prioridades do Pai no Seu ministério e sacrifício. Ele é a perfeita teologia. (Hebreus 1:2-3; Colossenses 1:19; João 1:1,18, 3:16-17, 14:6-7, 8:1-11,19)

O inimigo vem para roubar e matar, mas Jesus veio para destruir as obras demoníacas e nos dar vida em abundância. (João 10:9-11; 1 João 3:8; Mateus 9:11-13)

Deus descreve a Si mesmo como gracioso e compassivo, tardio em irar-se e abundante em amor. Deus é bom e, por natureza, está de bom humor. (Salmo 103:8-14; Números 14:18; Sofonias 3:17; Gálatas 5:22-23; Mateus 7:11; Êxodo 34:5-7)

Deus é bom, independentemente de nossas circunstâncias. (Naum 1:7; Romanos 5:8, 8:28-32; Tiago 1:17)

Deus é generoso. À medida que nós relembramos e contamos novamente o que Ele tem feito em testemunhos, Ele é capaz e deseja fazer outra vez o que foi testemunhado.

O QUE ISSO TUDO QUER DIZER?
NÓS NÃO ESTAMOS DIZENDO QUE...

SALVAÇÃO CRIA IDENTIDADE

Jesus ganhou a vitória absoluta! Nós somos perdoados e libertos do poder do pecado do inimigo, das doenças, das enfermidades, das mentiras e dos tormentos, então agora nós operamos no poder da justiça, da cura, da verdade e da alegria! (Rm 6:4; Rm 8:1-4; Rm 8:14-16; 2 Co 5:17; Gl 2:20)

Somos adotados como membros da realeza na família de Deus e ordenados a ajudar outros a se reconciliarem com Deus e voltar para "casa". (Jo 1:12; Rm 8:14-16; 2 Co 5:18-21)

Nós somos, simultaneamente, servos, filhos e amigos de confiança do nosso Senhor. (Mt 23:10-12; Jo 15:15; Jo 1:12)

Nós somos novas criações, não meramente "pecadores salvos pela graça", mas santos que receberam a justiça de Deus. (2 Co 5:17; 2 Co 5:21; Rm 1:17; Rm 3:28; Rm 8:29-30)

O QUE ISSO TUDO QUER DIZER?
NÓS NÃO ESTAMOS DIZENDO QUE...

RESPONSIVOS À GRAÇA

Nós experimentamos o amor de Deus por nós que é tanto surpreendente quanto imerecido, como também Seu poder em curso para nos transformar. Seu amo e poder transformadores são inseparáveis um do outro. (Jo 3:16-17; Ef 1:4-5; Rm 5:6-11; Hb 1:1-3)

Deus ama, escandalosamente, a Sua criação “perdida” e estende graça, capacita e dota de poder os crentes para amar a Ele e aos outros em um padrão bem mais elevado do que a lei. (Rm 5:7-8; 2 Co 5:14-18; Rm 6:11-14; Mt 5.21-28)

Experimentar e vivenciar profundamente a graça é chave para superar pecado e falha. O amor do Pai nos impede de focar no pecado ou de nos esconder de vergonha se falharmos. A graça nos ensina a justiça. (Ef 3:14-21; 2 Co 3:17-18; Jo 17:21-23)

Experimentar e vivenciar a generosidade de Deus em graça quebra a mentalidade que “Não haverá o bastante” e nos move para sermos generosos com todos os nossos recursos tal como nosso Pai. (Rm 8:31-32; Mt 7:11; Jr 29:11; 2 Co 9:6-7; At 2:44-45)

O QUE ISSO TUDO QUER DIZER?
NÓS NÃO ESTAMOS DIZENDO QUE...

FOCADOS NA PRESENÇA DE DEUS

Deus se deleita em nós e sempre tem o desejo de estar conosco Nós focamos na presença Dele porque temos descoberto que Ele está focado em nós. (Ef 1:4-5; Sf 3:17; Jo 6:44; Jr 31:3; Sl 65:4)

Nosso primeiro ministério é para Deus. Quando nós reconhecemos Ele, nós somos movidos a adorar com alegre paixão e a encontrá-Lo em oração, na Palavra e em comunhão durante todo o dia. (Sl 27:4; Lc 10:42; Tg 4:8; Sl 23:6; Sl 23:6; Sl 26:8; 1 Co 6:19-20, Sl 1:1-3)

Propositadamente, cultivar fome pela presença manifesta de Deus e dar abertura para as experiências do Espírito Santo aprofunda nosso relacionamento com Deus e a consciência de que carregamos a Sua presença para o bem do mundo. (Sl 73:28; Jo 1:16; Sl 107:9; Mt 5:6; Is 55:1-2; 1 Co 3:16)

Como estilo de vida, nós focamos em Deus enquanto nós ministramos e tentamos dizer o que Deus está dizendo e fazer o que Ele está fazendo. (Jo 5:19-20; 5:30; 12:49-50; 14:10; 1 Jo 4:16-17)

O QUE ISSO TUDO QUER DIZER?
NÓS NÃO ESTAMOS DIZENDO QUE...

CRIANDO FAMÍLIAS SAUDÁVEIS

Nós somos adotados na família de Deus, portanto nós intencionalmente criamos família e comunidade aonde quer que formos. (Ef 2:19; At 2:44-47; Gl 6:10; 1 Pe 2:17; Hb 2:11)

Nós pensamos como membros de uma família saudável quando fazemos o que é melhor para todo o ambiente e nos submetemos uns aos outros não sendo egoístas. (Ef 5:21; Gl 5:13; Fp 2:3; Rm 12:9-21)

Nós propositadamente desenvolvemos nossa capacidade individual de confiar e ser alguém de confiança em relacionamentos de aliança à medida que damos poder uns aos outros e confrontamos uns aos outros para viver a partir de quem nós realmente somos. (Mt 18:15; 1 Co 4:14-21; 1 Ts 5:14)

Nós somos leais e lealdade é demonstrada mais radicalmente quando as pessoas falham. Nós não punimos ou abandonamos elas para querer manter a nossa “boa reputação” ou convencer o mundo de que odiamos o pecado, mas trabalhamos para vê-las restauradas. (Mt 18:15; Jo 8:1-11; Gl 6:1; Sl 141:5; 1 Co 4:21)

O QUE ISSO TUDO QUER DIZER?
NÓS NÃO ESTAMOS DIZENDO QUE...

A PALAVRA DE DEUS TRANSFORMA

O objetivo das Escrituras é nos trazer a um relacionamento com o Autor e nos transformar em Sua semelhança. (Sl 119:105; Mt 4:4; 2 Co 3:15-18; 2 Tm 3:15-17; Tg 1:22-25 )

Nós encontramos Deus na Palavra e fé é liberada em nossas vidas. À medida que nós estudamos as Escrituras, isso nos dá a capacidade de entender melhor quem Deus é, quem nós somos e como Ele quer que nós vivamos. (Sl 119:105; Mt 7:24-28; Jo 8:31-32; Jo 17:17; Rm 10:17; Rm 15:4; 1 Co 10:1-13; 1 Ts 2:13; Cl 3:15-17)

A Palavra de Deus é a fonte de autoridade infalível pela qual nós julgamos todos os “insights”, discernimentos e Apelações proféticas que recebemos. (Pv 30:5-6; Mt 22:29; Jo 8:31-32; Cl 1:6-9; 2 Ts 2:13-15; 2 Tm 3:15-17; 2 Pe 1:16-21)

O QUE ISSO TUDO QUER DIZER?
NÓS NÃO ESTAMOS DIZENDO QUE...

DEUS CONTINUA FALANDO

Jesus no convida a um relacionamento. Ele disse que Suas ovelhas conhecem a Sua voz e também que o Espírito Santo nos ensinaria todas as coisas. É natural para Deus se comunicar com Sua família e é importante para nós ouvir, olhar e aprender a linguagem e os caminhos Dele. (Is 50:4-5; Mt 4:4; Jo 10:26-28, 14:25, 16:13; At 2:17; 1 Jo 2:27; Nm 11:29)

As Escrituras nos dizem para buscar e desejar com zelo e dedicação o dom de profecia, que é falar como um representante de Deus para fortalecer, encorajar e confortar as pessoas. Portanto, nós desejamos falar o que o Pai está falando no sentido de desenvolver a identidade delas e trazer para fora os propósitos e tesouros que Ele colocou e tem colocado nelas. (I Tm 4:14-16; I Co 14:1-4, 24-25; At 13:1-3; Ef 2:10; 1 Jo 4:17)

Profecia não é uma “comunicação em mão única ou em um único sentido”; envolve duas pessoas ouvindo a Deus: uma que entregou a palavra e a outra que a recebeu. Assim, com a ajuda do Espírito Santo, Escrituras e a comunidade de crentes da qual fazemos parte e que damos permissão para falar em nossas vidas, nós julgamos o espírito e a precisão das palavras que entregamos e recebemos, retendo o que é bom e deixando para lá o que não é. (Ts 5:19-22; 1 Co 14:29; At 21:10-22:30 (profecia de Ágabo que não estava correta); At 27:10, 22-24 (a profecia de Paulo corrigida por um Anjo).

A Bíblia é a Apelação fidedigna, acima de qualquer outra, e nada será acrescentado a ela. Nenhuma profecia tida como correta poderá contradizer a Bíblia (desde que esta seja interpretada corretamente) ou ser considerada igual ou equivalente a ela. (Mt 22:29; Jo 8:31-32; Gl 1:6-9; 2 Ts 2:13-15; 2 Tm 3:16-17; 2 Pe 1:16-21; Mt 7:15-20)

O QUE ISSO TUDO QUER DIZER?
NÓS NÃO ESTAMOS DIZENDO QUE...

JESUS NOS CAPACITA PARA O MINISTÉRIO SOBRENATURAL

Jesus prometeu que sinais acompanhariam os crentes e que eles fariam obras ainda maiores do que Ele fez. (Mc 16:15-18; Jo 14:12-14; At 2:17-18)

Nós acreditamos que todos podem ser curados porque Jesus demonstrou que a vontade do Pai é curar todos os enfermos, doentes e endemoninhados. (Mt 4:23; Mt 9:35; Mt 12:15; Mt 14:14; Lc 9:11; At 10:38)

Nós devemos ao mundo um encontro com Deus e um convite à salvação porque Jesus nos enviou ao mundo da mesma maneira como Ele foi enviado pelo Pai. (Lc 10:1-23; Mt 5:14; Jo 20:21; Jo 17:18; Mt 28:18-19)

Nada é impossível com Deus, portanto nenhuma pessoa ou situação está além da capacidade e habilidade de Deus de trazer completa restauração. (Lc 1:34-37; Mt 17:20; Mc 10:25-27; 1 Co 6:9-11; Sl 103)

Fé requer de nós dar passos além do medo e nos assumir riscos, enquanto humildemente honramos o ambiente no qual nós estamos ministrando. (Mt 9:28-29; Mt 17:2; Mt 14:24-33; At 3:1-10; Hb 11:1; Tg 2:14-18)

O QUE ISSO TUDO QUER DIZER?
NÓS NÃO ESTAMOS DIZENDO QUE...

O REINO DE DEUS ESTÁ AVANÇANDO

Nós temos um Deus Grande e o diabo é pequeno e derrotado! Sim, nós estamos em batalha, mas não temos dúvida de que, com Deus, somos mais do que vencedores. (1 Jo 4:4; Rm 8:31-39; Jo 12:31; 1 Jo 2:13; 1 Jo 5:4; At 4:23-31; Mc 5:1-11)

Nós acreditamos e vivemos a oração “Venha o teu Reino, seja feita a Sua vontade, assim na terra como no Céu”. Por isso, nós exercemos parceria com o Rei, tanto em formas naturais quanto sobrenaturais, para criar misericórdia, justiça e retidão até que Jesus venha. (Mt 6:9-10; Mt 10:42; Mt 25:40; Mt 10:7-8; Jo 14:12)

Todo crente está em um ministério em tempo integral, porque Deus está avançando o Seu Reino, não apenas construindo Sua Igreja. Nosso trabalho e esforço, seja pequeno ou grande, dentro ou fora da igreja, é sagrado e valioso para Deus. (Cl 3:23-24; Dn 6:3; Pv 22:29; Is 60:1-5; Mt 13:31-32)

À medida que o Reino avança, haverá resistência e conflito, mas nós esperamos que a cultura seja mudada conforme as pessoas venham à salvação e assumam seus lugares no plano de Deus para o mundo. (Jo 15:19-21; 2 Co 4:8-11; 2 Co 12:10; Lc 12:11-12; Jo 16:33; At 4:23-31)

O QUE ISSO TUDO QUER DIZER?
NÓS NÃO ESTAMOS DIZENDO QUE...

LIVRE E RESPONSÁVEL

Cristo morreu para nos libertar da lei do pecado e da morte, do medo e da vergonha e nos estabelecer em liberdade para que, então, possamos viver e amar a Deus como filhos gloriosos de Deus. (2 Co 5:17; Rm 8:1-2, 19-21; Rm 6:4 and 14-22)

Liberdade é bem pessoal, mas não é centras somente em si mesmo. As Escrituras dizem que a nós foi dado liberdade para servir um ao outro em amor. (Gl 5:13-15; 1 Co 8:9-13; 1 Co 9:19; Rm 14 and 15)

Liberdade e responsabilidade não podem ser separadas. Nós experimentamos e vivenciamos liberdade quando nós somos capazes de controlar a nós mesmos. Portanto, nós cooperamos com o Espírito Santo à medida que produzimos o fruto do domínio-próprio em nós. (Gl 5:16-25; Rm 8:12-13; 2 Pe 1:5-9)

Nós nos empenhamos em garantir que o “tamanho” do nosso domínio-próprio continua a crescer e permanecer maior do que o tamanho de nossa influência. (Ef 4:1; Cl 1:10; 1 Co 6:18-20)

O QUE ISSO TUDO QUER DIZER?
NÓS NÃO ESTAMOS DIZENDO QUE...

HONRA AFIRMA VALOR

Honra reconhece e afirma o quão valiosas e poderosas as pessoas são porque elas são feitas conforme à imagem de Deus e Jesus morreu para restaurá-las ao relacionamento. Nós somos significantes. (Gn 1:26; Ef 4:22-24; Rm 12:10)

O nível de valor que nós temos uns pelos outros influencia a medida de impacto que temos uns sobre os outros. (Mt 10:41; Jo 13:35; Fp 2:1-4)

Nós devemos trazer para fora o que há de melhor nas pessoas e celebrá-las, apesar de nossas diferenças, respondendo a elas com base em quem elas são e na identidade dadas a elas por Deus, não simplesmente de acordo com o comportamento delas ou auto-definição. (1 Co 12:18; 24-26, 14:3; Fp 4:8)

A honra deve ser demonstrada através de respeito consistente em palavra e ação para aqueles que lideramos, seguimos, amamos e daqueles de quem discordamos. A honra evita controlar outros, mas não evita confrontar, estabelecer limites e disciplinar quando necessário. (1 Co 13:1-7; 1 Co 4:13; 2 Tm 2:11-16)

O QUE ISSO TUDO QUER DIZER?
NÓS NÃO ESTAMOS DIZENDO QUE...

ESPERANÇA EM UMA IGREJA GLORIOSA

Nós cremos que a Igreja irá cumprir com sucesso a grande comissão de Cristo de fazer discípulos de todas as nações, o que significa que as nações serão transformadas. (Mt 28:18-20; At 1:8; 1 Jo 5:14-15; Is 54:3-5; Is 60)

Nós devemos trabalhar para deixar um legado e uma herança para gerações futuras. Nós aguardamos com grande expectativa pelo retorno do Senhor, ainda que não saibamos quando Ele virá. Por isso, nós temos uma visão a longo prazo. (Pv 13.22; Is 9:6-7; Is 2:4; Is 11:5-7; Mt 25:14-29; Ap 12:11)

Nós não estamos buscando escapar do mundo, mas vera vitória de Cristo manifestada em indivíduos e nações, mesmo diante de resistência e conflito. (Lc 10:2-3; Mt 28:18-19; Fp 3:12-14; Hb 12:1-3; Ap 11:15)

A Igreja é chamada para superar e vencer em todo tempo: em tempos de sofrimento e perseguição e em tempo de prosperidade e grande influência. (Jo 16:33; Sl 188:6; Is 41:10; 1 Jo 4:4; Is 54:17; Sl 34:19)

O QUE ISSO TUDO QUER DIZER?
NÓS NÃO ESTAMOS DIZENDO QUE...

Valores Relacionais

Procuramos dar ênfase a estes valores na Comunidade do Reino. Eles são bem compreendidos dentro do contexto da nossa Declaração de Fé. Valores inerentes e comuns à fé cristã como o amor, a salvação, a pureza, a obediência e a fé são tido como já aceitos e assumidos e, portanto, não são tratados em pormenor aqui nesta lista de valores.

Apesar de honrar e apreciar os valores fundamentais de outros no Corpo de Cristo, estes valores expressos aqui são a ênfase que Deus tem dado à nós do Ministério Comunidade do Reino para fazer avançar o Reino de Deus.

Prioridade RelacionalAmor InegociávelRelacionamento de Transparência e HonestidadeAcreditar no MelhorSempre Declarar Seu Compromisso e ComprometimentoVerdade Envolvida em Amor, Precedida por GraçaCaráter antes do DomDê e lhe será DadoMordomia, e não Direito de PropriedadeValorizar igualmente o local, o regional e o global Valorizar uma Visão Comum de Reino Valorizar uma Prestação Mútua de Contas Troca de Vida de Forma Estratégica
PRIORIDADE RELACIONAL
Nós colocamos relacionamentos acima de funções, cargos e títulos ministeriais e/ou eclesiásticos. Deus tem nos chamado para amar uns aos outros, para ser uma comunidade e para ser como uma família (não como mais uma denominação), e nós queremos priorizar o relacionamento, pois acreditamos que o Governo do Céu tem tudo a ver com relacionamentos e família!
AMOR INEGOCIÁVEL
Amor Inegociável é ser a melhor expressão de Cristo para outro ser humano. Colocando amor do início ao fim em cada situação nos mantém permanentemente na Presença de Deus. Amor Inegociável pode curar e selar cada problema que possa ocorrer em qualquer relacionamento.
RELACIONAMENTO DE TRANSPARÊNCIA E HONESTIDADE
Efésios 4:25 diz “Portanto, cada um de vocês deve abandonar a mentira e falar a verdade ao seu próximo, pois todos somos membros de um mesmo corpo”. Devemos falar a verdade uns aos outros, pois somos parte de um mesmo corpo. Relacionamentos de transparência e honestidade nos permitem tirar fora a máscara e a imagem que nós muitas vezes inconscientemente apresentamos para o mundo. Dessa forma, podemos viver verdadeiramente em uma liberdade consciente e em alegria diante das pessoas e diante de Deus. Podemos nos sentir realmente aceitos pelo Amado, aceitos no corpo de Cristo e aceitos por nós mesmos.
ACREDITAR NO MELHOR
É impossível crescer em relacionamentos quando vivemos em uma atmosfera de desaprovação e/ou pessimismo. Acreditar no melhor sobre as pessoas não significa ignorar suas falhas, mas reconhecer que todos querem mudar e se tornar como Jesus. Nós somos sempre uma obra em progresso e, portanto, merecedores de misericórdia, graça e amor. Sempre que vemos Cristo um no outro, Ele se faz presente!
SEMPRE DECLARAR SEU COMPROMISSO E COMPROMETIMENTO
Declarando seu compromisso com os outros é a melhor maneira de entender e receber o compromisso de Deus para você. As Escrituras são a declaração do compromisso e comprometimento de Deus com a humanidade. O coração Dele está contido em Sua palavra para nós. À semelhança do nosso Criador, é importante declararmos nosso compromisso e comprometimento para Deus e para o próximo. Quando você declara seu compromisso e comprometimento, seu coração segue seu envolvimento.
VERDADE ENVOLVIDA EM AMOR, PRECEDIDA POR GRAÇA
Verdade não significa somente estar certo, mas também fazer o certo. Verdade dada sem compaixão e amor pode destruir o mundo de alguém. Esta é a sua oportunidade de ganhar o coração de alguém com um grande amor em Cristo. Quando aceitação e verdade são combinadas com amor e bondade, as pessoas se tornam completas.
CARÁTER ANTES DO DOM
Não valorizar o caráter irá minimizar o seu dom. Quando seu progresso em caráter é visível, sua confiabilidade irá aumentar e sua unção irá se expandir.
DÊ E LHE SERÁ DADO
Se Deus puder passar algo através de você, Ele dará esse algo a você. Mas a chave está em primeiro dar, entregar, doar, para depois algo ser dado ou acrescentado a nós. No Reino, o primordial é ser em primeiro lugar um doador, e não meramente um "tomador".
MORDOMIA, E NÃO DIREITO DE PROPRIEDADE
Mordomia é a busca intencional de Deus para envolvê-Lo em tudo. O Espírito Santo governa sua vida com sua total cooperação. Mas é preciso entender que tudo o que Deus coloca em nossas mãos, tanto recursos quanto pessoas, é para que sejamos mordomos, e não donos.
VALORIZAR IGUALMENTE O LOCAL, O REGIONAL E O GLOBAL
Em outras palavras, seja o chamado para o seu lar, seja o chamado para o mercado de trabalho, seja o chamado para uma nação ou para as nações do mundo, nós valorizamos aquela missão de maneira igual. É tão importante derramar sua vida por aqueles que estão ao seu redor quanto ir para outros lugares e fazer isso!
VALORIZAR UMA VISÃO COMUM DE REINO
Isso não quer dizer que as pessoas não possam ter múltiplas visões ou visões diferentes. A Comunidade do Reino é um ministério onde você tem permissão para sonhar e ver seu sonho realizado. Mas mesmo assim, temos uma visão comum de Reino. Nós valorizamos ter visão juntos. É fácil andar junto se você tem o mesmo foco, é fácil andar junto se temos algumas coisas em comum. Nós valorizamos uma visão comum.
VALORIZAR UMA PRESTAÇÃO MÚTUA DE CONTAS
Acreditamos que a verdadeira prestação de contas tem a ver com sempre levar a pessoa a se alinhar com a verdadeira identidade dela, aquela que é declarada pelo Pai Celestial e pelo Céu. É você dizer pra alguém: “olha só, o que você está fazendo não condiz com quem você realmente é... você precisa se alinhar com sua verdadeira identidade!” A prestação de contas existe para sempre chamar alguém para um nível mais elevado e levá-lo a entender que precisa estar alinhado com aquilo que Deus diz quem ele é. Não é sobre tentar controlar alguém, mas a capacitar, encorajar e liberar alguém para que possa ser tudo aquilo que Deus o criou para ser. Nem tampouco é sobre dizer o quanto alguém está errado, mas sim levar ele a entender o que está faltando. Se, por exemplo, uma pessoa está manipulando, é porque está lhe faltando amor. Não é preciso dizer: “ei, você é um manipulador!” O que deve ser feito é amar e levar essa pessoa a viver em amor, pois se ela manipula, é para conseguir ser amada. Entendemos que prestação de contas não diz respeito a somente apontar erros, mas sim a edificar vidas, através de levá-las a se voltar para viverem alinhadas com suas verdadeiras identidades. E acreditamos que essa prestação de contas deve ser feita de maneira mútua, onde eu presto contas para o meu irmão e meu irmão presta contas a mim e juntos crescemos como parceiros no Reino.
TROCA DE VIDA DE FORMA ESTRATÉGICA
Valorizamos o compartilhar mútuo da vida. Eu posso acrescentar algo na vida do meu irmão e influenciá-lo para o bem, como também posso aprender com ele, ter algo da vida dele acrescentado na minha, além de poder também ser influenciado para o bem a partir dele. Não somos detentores de todo o saber. Na vida, ora ensinamos, ora aprendemos.
Troca estratégica de vida não é somente o que fazemos nas nações, mas também o que fazemos em nossa casa, onde estamos vivendo. E é algo que precisamos fazer melhor. Se nos encontramos não tendo troca de vida de forma estratégica com nossa família, ou em nosso trabalho, ou no departamento de crianças, ministrando às crianças, sem perceber que elas têm mais a ensinar a nós sobre o Reino do que nós temos a ensinar a elas, a primeira coisa que precisamos fazer é nos arrepender. E arrependimento não significa apenas dizer “me perdoe”, mas também abraçar uma nova mentalidade. E uma das coisas mais importantes a se abraçar é a realidade de que Cristo valoriza todo mundo. E se eu acredito que Ele vive em mim, então o mínimo que eu posso fazer é valorizar todo mundo também e perceber que outras pessoas podem ser fonte de recursos e de vida para mim. Basta eu saber valorizá-las e honrá-las.